04/
12/
2018

PORTUGAL QUER ATRAIR FAMÍLIAS PARA COMBATER ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO

Lançamentos imobiliários, como o Martinhal Residences, já contemplam condomínios com infraestrutura completa

 

Líder em número de pedidos de vistos e autorizações de residência em Portugal, os brasileiros serão os mais beneficiados pelas recentes mudanças portuguesas na chamada Lei dos Estrangeiros, que facilitam e agilizam a concessão de vistos para quem quer morar na Terrinha. A medida faz parte de uma série de incentivos à imigração que o país europeu vem adotando para reverter a tendência de diminuição e envelhecimento de sua população nos últimos anos.

De acordo com levantamento do Instituto Nacional de Estatística de Portugal, divulgado em junho, o número de residentes no país reduziu 0,18% em 2017, em relação a 2016. No mesmo período, a população com menos de 15 anos diminuiu 1,3%, enquanto os maiores de 65 anos aumentaram 1,68%. Nos últimos 10 anos, a idade média da população portuguesa aumentou 3,1 anos e hoje é de 44,2 anos. Por esses motivos, o governo português tem buscado atrair principalmente jovens e famílias com filhos pequenos.

O esforço do governo se reflete até no mercado imobiliário, um dos mais aquecidos neste momento em Portugal. Além dos projetos de retrofit, que renovam prédios centenários sem abrir mão de seu estilo arquitetônico, começam a surgir os primeiros empreendimentos totalmente novos com foco nas famílias mais abastadas, que buscam infraestrutura de grandes condomínios, estilo já consolidado no Brasil. É o caso do Martinhal Residences, que será lançado até o final do ano pelo The Elegant Group, com previsão de ficar pronto no segundo semestre de 2020.

Localizado no Parque das Nações, bairro de Lisboa com apenas 20 anos e que já chama a atenção por sua arquitetura contemporânea, o complexo terá 95 unidades residenciais de alto luxo e mais 65 de apart hotel com perfil executivo, além de uma extensa área de lazer, com piscinas, academia, parque infantil, áreas para co-working, yoga, eventos, entre outros. Outro ponto forte do empreendimento são os diversos serviços agregados, como o concierge familiar, com monitores para cuidar das crianças enquanto os pais estão em outra atividade, e serviços de limpeza, lavanderia, manutenção, suporte técnico de TI e Wi-Fi. Com unidades desde o modelo estúdio (T0) até cinco quartos (T5), todo o conceito do Martinhal Residences foi planejado para receber famílias em busca de conforto e qualidade de vida.

“Não há nada neste padrão em Lisboa. O Martinhal Residences traz uma proposta única e imperdível tanto para moradia de famílias, com sofisticados apartamentos urbanos, quanto para investir – algumas unidades de apart hotel custam a partir de 250 mil euros e têm rendimento garantido de 4% ao ano. O bairro Parque das Nações já atrai famílias com alto poder aquisitivo e muitos executivos ao longo de todo o ano por reunir diversas empresas e centros de convenções, como o que recebe o maior evento de tecnologia da Europa, o Web Summit, com mais de 60 mil pessoas”, explica César Damião, sócio-fundador da Global Trust, representante autorizado do empreendimento no Brasil.

Com projeto assinado pelo arquiteto Eduardo Capinha Lopes, o empreendimento tem vista para o rio Tejo e privilegia a natureza não apenas nas áreas abertas, mas também integrando-a nas fachadas. Ao lado do complexo, também será construída uma escola internacional de língua inglesa de alto padrão, com capacidade para receber até 900 alunos. A instituição, prevista para ficar pronta em 2020, também será erguida pelo The Elegant Group, do casal de empresários Roman e Chitra Stern, que tem 17 anos de atuação na área de hospitalidade familiar de luxo e imobiliário.

“Os brasileiros estão muito interessados em Portugal, tanto para investir como para morar, e o Martinhal terá apartamentos bem projetados, além de uma gama de serviços que se encaixam perfeitamente no estilo de vida desse público. Esta primeira fase de vendas do empreendimento traz boas oportunidades, como unidades sofisticadas de 2 quartos com preços em torno de 600 mil euros. As famílias brasileiras são um de nossos principais públicos e nossa expectativa é que seus filhos preencham cerca de 30% das vagas da United International School”, explica Chitra Stern, sócia do The Elegant Group.