Com o trabalho remoto nas bocas do mundo, a Momondo lança um “Índice de trabalho em viagem”. Portugal ocupa a primeira posição do ranking.

O motor de pesquisa de viagens Momondo criou um “Índice de trabalho em viagem”, para orientar nómadas digitais. Na lista dos dez países que melhor combinam “condições de trabalho produtivas e oportunidades para aventuras em viagem”, Portugal ocupa o 1º lugar. Entre as razões para a distinção encontra-se o clima, a baixa taxa de criminalidade e o custo de vida relativamente acessível.

Segundo a Momondo, que disponibiliza online informações sobre a metodologia utilizada, o ranking foi elaborado através da selecção e análise dos 111 países mais populares no motor de pesquisa. Recolhidos os respectivos dados, foram classificados em seis categorias (custo de viagens e acessibilidade; preços locais; saúde e segurança; condições de trabalho remoto; vida social; e clima). Dentro dessas categorias, avaliou-se um total de 22 factores, incluindo a velocidade da Internet, juntamente com as políticas de visto para trabalho remoto.

Com pontuações altas em todas as categorias, Portugal é considerado pela Momondo como o melhor país do mundo para trabalho remoto. O facto de oferecer vistos para nómadas digitais e ter muitos habitantes com um nível de inglês elevado contribuiu para a pontuação final de 100. Em 2.º lugar, com 93 pontos, encontra-se Espanha, graças à velocidade da Internet, ao elevado número de espaços de cowork e aos vistos para freelancers. Ainda no pódio, a Roménia ocupa o 3.º lugar, com 92 pontos, sobretudo pelos preços atractivos em hotéis, aluguer de carros, renda mensal e comida.

O ranking inclui ainda a ilha Maurícia (4º lugar), o Japão (5º lugar), Malta (6º lugar), Costa Rica (7º lugar), Panamá (8º lugar), República Checa (9º lugar) e Alemanha (10º lugar).

A Momondo aproveitou ainda para criar um mapa de fusos horários, ideal para quem quer evitar vídeo-chamadas às duas da manhã por trabalhar no estrangeiro. A classificação por fuso horário tem em conta os factores e categorias-chave do “Índice de trabalho em viagem”, mas apresenta-os de acordo com o país de origem dos utilizadores, para que países com o fuso horário mais próximo apareçam mais acima na lista de destinos. Mais completo só o mapa de restrições de viagem da Momondo, que oferece actualizações em tempo real sobre os requisitos de entrada em cada país.

* Texto publicado originalmente no site timeoutpt

 

Menu