Melhores países para aposentados pós-coronavírus

* Texto publicado originalmente no site Eurodicas

O sonho de se aposentar e mudar para um destino tranquilo perfaz o imaginário de muita gente. O descanso merecido depois de tantos anos de trabalho. Mas com o coronavírus e a pandemia que se espalhou, é normal que as pessoas, especialmente os idosos, mais atingidos pela doença, repensem esses planos. A Forbes lançou uma lista com os três melhores países para aposentados pós-coronavírus.

Melhores países para aposentados pós-coronavírus
A reportagem Viver e se aposentar no exterior após o coronavírus – três opções principais – publicada pela revista norte-americana apresenta os melhores países para aposentados pós-coronavírus.

Único destino europeu, o Algarve, em Portugal é um dos destaques. Não é apenas no cenário pós-pandemia que a região ganha os holofotes como destino de aposentadoria.

Os outros dois destinos destacados são Mazatlán, no México, e Cayo, em Belize.

Portugal no topo da lista
Há anos, Portugal é destino de aposentados, mais especificamente o Algarve, eleito o melhor lugar para viver a aposentaria. No cenário pós-coronavírus, a região se destaca novamente, desta vez na lista da Forbes.

Os motivos são muitos, desde a costa atlântica que banha 160km de litoral, até o ar bucólico das vilas de pescadores. A seguir apresentamos alguns dos pontos destacados pela Forbes com os motivos pelos quais, Portugal está entre os melhores países para aposentados pós-coronavírus.

Saúde pública de alto padrão
A reportagem da Forbes compara a saúde em Portugal a dos Estados Unidos. O país europeu tem um sistema de saúde que atende todos os residentes legais, para os brasileiros é possível ter acesso ao sistema assim que se muda, com o PB4. No sistema público de saúde, o atendimento é de alta qualidade, com acompanhamento do médico de família em todas as etapas da vida.

Se você está acostumado a pagar um plano de saúde no Brasil e dedicar fatias altíssimas do orçamento a ele, em Portugal a situação é completamente diferente. No sistema público, os atendimentos são pagos, mas os valores são irrisórios se comparados ao Brasil. O seguro saúde privado também é acessível.

Praias bonitas e golfe
As praias da região do Algarve são reconhecidas pela sua beleza, com paredões rochosos e faixas de área (na Europa elas não são tão comuns quanto no Brasil). Além disso, a Associação Europeia da Bandeira Azul reconheceu a excelência da qualidade da água e os padrões ambientais de 88 praias na costa do Algarve.

Já se imaginou aposentar e começar a jogar golfe? Esse é o sonho de muitos europeus e americanos e, por que não, de alguns brasileiros. Portugal é conhecido pelos campos de golfe, dos 78 existentes no país, 35 estão no Algarve, o paraíso para muitos aposentados.

Custo de vida acessível
O custo de vida em Portugal está entre os mais baixos da Europa, em média 30% mais baixo do que em qualquer outro país da região. Um casal poderia morar no Algarve com um orçamento de 1.300 euros por mês. Segundo a Forbes, um orçamento de 2 mil euros mensais se traduz em um estilo de vida confortável, o que é verdade.

Um casal de brasileiros com uma boa aposentadoria consegue viver bem em Portugal mesmo com a cotação não tão favorável.

Vida saudável
Outro destaque da reportagem é a qualidade da alimentação dos portugueses. Os peixes frescos fazem parte da dieta diária no país, sendo reconhecidos como os maiores consumidores de peixe per capita da Europa, além, claro, do bom azeite e vinhos de qualidade.

Outros fatores que destacam a região são os baixos índices de poluição, assim como cidades e praias limpas.

Facilidade de visto
Portugal tem uma modalidade de visto especial para aposentados, o que atrai muitos brasileiros e estrangeiros. Para solicitar o visto, basta ser aposentado e apresentar os comprovantes de rendimentos da aposentadoria.

O visto D7 solicitado no Brasil, é convertido em uma Autorização de Residência na chegada a Portugal, permitindo viver no país e ter acesso a todas as facilidades que ele oferece para os aposentados.

O exemplar combate ao coronavírus em Portugal
Nos meses de abril e maio Portugal ganhou os noticiários de muitos países pelo combate ao coronavírus.

Em 27 de maio de 2020, na fase dois de abertura pós-quarentena, Portugal contabiliza 31 mil casos confirmados, sendo que 18 mil já estão recuperados, com 1.342 óbitos. Se comparado aos demais países da região, como Espanha, França e Itália, onde o número de mortes por 100 mil habitantes é 58, 44 e 55 respectivamente, em Portugal são apenas 13.

O resultado positivo é reflexo da rápida resposta do Governo à pandemia. O estado de emergência em Portugal foi decretado um dia após a primeira morte no país, que aconteceu em 17 de março.

Clima
O clima em Portugal é bastante ameno em relação ao restante da Europa. Se comparamos apenas o Algarve é, definitivamente, o paraíso ensolarado europeu. A região que conta com mais de 3 mil horas de sol por ano, dificilmente tem longos períodos de mau tempo.

Segurança
Portugal é considerado o terceiro país mais seguro do mundo. São raros os crimes violentos e, nas regiões mais turísticas, como o Algarve, são mais comuns pequenos furtos, especialmente durante a alta temporada.

Boa infraestrutura
Reconhecido pela qualidade das autoestradas, Portugal ocupa o quinto lugar em qualidade de estradas no cenário europeu. O país também oferece bons aeroportos, Faro, capital do Algarve, abriga um dos principais do país, ponto de partida para vários destinos europeus e do norte da África.

Outros destinos para aposentados pós-coronavírus
A lista apresenta, ainda, outros dois melhores países para aposentados pós-coronavírus, ambos no continente americano. A seguir apresentamos os dois e os atrativos destacados na reportagem.

Mazatlán, no México
O principal motivo pelo qual Mazatlán está na lista é a familiaridade e facilidade de mudança, a reportagem se destina, sobretudo, para os norte-americanos. E como afirma, nada mais fácil para um americano do que dirigir para o sul.

Outros pontos destacados são o baixo custo de vida comparado aos Estados Unidos e a facilidade de visto residência para os norte-americanos.

Cayo, em Belize
O destino caribenho, localizado na América Central, é o terceiro país na lista da Forbes para curtir a aposentadoria pós-coronavírus. Os principais pontos destacados são a baixa densidade populacional, o clima e a segurança.